Coluna João Marcelo Fretta Zapelini – 09/04/2020

João Marcelo

Tratamento precoce
Em nota com o mesmo título na semana passada, destaquei a ineficiência do tratamento precoce segundo estudos realizados pelas principais cabeças científicas do mundo.
Dei como exemplo o médico Dr. Cristiano Ferreira, que fora acometido pelo COVID mesmo sendo ele um ferrenho defensor do tratamento.
Pois bem, Dr. Cristiano entrou em contato para esclarecer que não teria ido à Unidade de Terapia Intensiva, UTI, como fora escrito por mim, pois, segundo o próprio, nem mesmo leitos haviam disponíveis naquele momento.
Especificamente sobre essa informação, me penitencio por publicar algo com informações de terceiros que, prontamente, foram rebatidas pelo citado.
Ainda, sustentou que caso não fosse adepto do tratamento precoce, sua recuperação, talvez, não tivesse o sucesso que acabou tendo.
Enfim, faço esses esclarecimentos com intuito de dar voz a quem realmente ficou hospitalizado e viveu os dissabores da doença.

Tratamento precoce II
Contudo, reafirmo meu posicionamento a respeito do tratamento que, como se sabe, não é recomendado pelas principais entidades científicas.
Ademais, a citação ao médico deu-se tão somente para se ter uma exemplificação (talvez seja ele a figura pública da nossa região com mais destaque sobre o tema) e, por consequência, sem qualquer relação com a sua atuação como profissional.
Aliás, não foram poucas as mensagens que recebi de ambos os lados. Algumas concordando com o meu ponto de abordagem. Outras, referendando o posicionamento adotado não só pelo Dr. Cristiano, mas  também por outras pessoas que insistem na eficácia do tratamento precoce.
Assim, tenho que o mérito da discussão (a eficácia ou não do tratamento precoce) fora entendido pelas pessoas que me leem.
A figura e atuação do Dr. Cristiano nunca estiveram em debate. Mas se assim foi entendido pelo nobre médico, o jornal vêm a público deixar ainda mais claro que a discussão era tão somente a eficácia ou não do tratamento. Nada mais.

AGU
Quem teve a infeliz oportunidade de acompanhar a sustentação oral do Advogado Geral da União, André Mendonça, deve ter ficado de estômago embrulhado.
A discussão em torno da liberação ou não dos cultos religiosos passou dos limites legais para permear por argumentos bíblicos.
A frase antológica do representante da AGU foi enervante: “Os cristãos não estão dispostos a matar, mas estão disposto a morrer por sua fé”.
O problema é que ao se sujeitar a morrer por sua fé, arriscam-se, também, a matar o próximo.

Lula no segundo turno
Na última pesquisa realizada pelo Instituto Ipespe e contratado pela XP Investimentos, o ex-presidente Lula aparece com 29% das intenções de voto, à frente do atual Presidente Jair Bolsonaro que estacionou nos 28%.
Ainda, juntando Henrique Mandetta, Luciano Huck, Ciro Gomes e João Dória, os números chegam aos 20%, o que demonstra ser um bloco com capacidade de enfrentamento se, obviamente, estiverem juntos.
A análise de que a vaga a ser conquistada no segundo turno por esse bloco é a do atual Presidente faz todo o sentido. Com a rejeição batendo na casa dos 60%, Bolsonaro, hoje, é o adversário a ser batido.
Lula, como faz desde 1989, deve chegar ao segundo turno.

Multa para quem divulgar fake news
Avança na Assembleia Legislativa de Santa Catarina um Projeto de Lei que prevê multa de R$ 1 mil a R$ 10 mil reais para quem divulgar por meio eletrônico notícias falsas que dizem respeito à pandemia, endemia e epidemia.
Vai ter gente quebrando em um curto espaço de tempo.

Bilionários
Santa Catarina tem dois bilionários na lista da Forbes de 2021.
Luciano Hang, o dono da Havan, figura como o homem mais rico do Estado com uma fortuna de U$ 2,7 Bilhões.
A segunda e estreante da lista é Anne Werninghaus, acionista da WEG e proprietária de módicos U$ 1,1 bilhão de dólares.
Apenas para se ter uma ideia da dificuldade em ser bilionário: se você, mero mortal, ganhasse 1 milhão de reais por mês, levaria 83 anos para ter o seu primeiro bilhão.

Das redes
Depois da crise institucional entre a Presidência da República e as Forças Armadas, crise essa que desencadeou a demissão dos principais nomes do Exército, Marinha e Aeronáutica, mais um General resolveu romper com o Presidente.
O General Paulo Chagas, em suas redes, falou pouco, porém descreveu com perfeição o retrato de quem hoje nos governa.

Mais uma vez?
Bolsonaro diz que o reajuste no gás canalizado é 'inadmissível' e defende mais uma troca na Petrobras.
O Presidente pretende interferir na estatal novamente e, desde a última vez que trocou o Presidente da empresa, a Eletrobrás, o Banco do Brasil e a própria Petrobras perderam quase R$100 bilhões em valor de mercado.
E o estrago foi além: o risco-país subiu 54%  e investidores estrangeiros retiraram R$15,9 bilhões da Bovespa.
Achou pouco? Pois então saiba que o real segue desvalorizado (tem o pior desempenho de uma moeda no mundo), impactando diretamente na inflação.
Não está satisfeito? Então saiba que o Petróleo caiu 8% influenciando setores de Oil&Gas ao redor de todas as bolsas do mundo.
Não pense que trocas assim não afetam o seu dia a dia. Elas podem ser muito danosas quando feitas na impulsividade e sem qualquer amparo técnico.

Notícia boa
Nem só de trapalhadas vive o Governo Bolsonaro. Há um ministro em especial que trabalha de forma séria e mostra ótimos resultados. Tarcísio Gomes de Freitas é adepto ao trabalho e não se envolve em discussões ideológicas e, um fato tão simplório como esse hoje deve ser ressaltado em alto e bom som.
O governo federal arrecadou  R$ 3,3 bilhões de reais no primeiro da série de 3 leilões de concessões em infraestrutura. Um ágio de 3.800% sendo todos os lotes arrematados.
Se o governo federal funcionasse como o Ministério do Senhor Tarcísio, Bolsonaro se elegeria no primeiro turno, porém...