Coluna Raul Sartori – 09/04/2020

Raul Sartori

Liberal
O senador Jorginho Mello (PL-SC) apresentou projeto de lei para autorizar expressamente clubes de futebol a estampar marcas de bebidas alcoólicas em seus uniformes. Diz que os times brasileiros estão perdendo a oportunidade de conseguir patrocínio de empresas de bebidas. Está convicto de que a publicidade não induz ao consumo exagerado ou irresponsável. Há controvérsias.

Corrupção
Familiar deste colunista está sofrendo imenso assédio. Sem que o INSS o informasse oficialmente da aprovação da concessão de um benefício (aposentadoria), não tem sossego nos seus telefones. Várias instituições financeiras ligam parabenizando-o e informando-o de que o benefício foi aprovado e que elas estão fazendo depósitos de diferentes quantias, na conta bancária que obtiveram junto ao INSS, à título de empréstimo consignado. Um “sim” e o valor é depositado na conta, sabe-se lá com que taxa de juros, número de prestações, etc. Um absurdo.

Vômito
Mais uma notícia para provocar indigestão no brasileiro decente e honesto. Em home office há um ano, o Senado vai trocar camas e colchões de apartamentos funcionais dos distintos senadores. O edital prevê a compra de 10 conjuntos de cama box e colchão avaliados em R$ 2,6 mil cada, além do mesmo número de colchões a R$ 1,3 mil a unidade. Trata-se de compra requintada: o colchão box precisa ser “queen size”, ter “mola ensacada com tela de alta resistência”, “tecido jacquard bordado com manta de espuma”, “manta de feltro agulhado”, além de “sistema estabilizador nos cantos e laterais do colchão”. Que nojo!

Cegueira
Professores da Universidade de Brasília se deram ao trabalho de, em assembleia geral extraordinária, aprovar, por 35 votos contra e 6 contrários, uma moção contra a cooperação científica e tecnológica entre o Brasil e Israel, um dos países mais desenvolvidos do mundo.

Carestia
O consumidor de Florianópolis está sentindo a chamada carestia. A inflação foi de 0,90% em março, puxada, mais uma vez, pelos combustíveis para automóveis (8,3%). Nos três primeiros meses do ano, a inflação já soma 2,5%. Com as altas mensais seguidas de janeiro a março, o índice acumulado nos últimos 12 meses disparou e chega a 6,7%.

Menos pior
O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat), da UFSC, dá a boa notícia: na semana de 26 de março a 2 de abril, a média de novos casos diários de covid-19 em SC foi de 3.358 – queda de 29% em relação à semana anterior e de 28% em relação aos últimos 14 dias. Esse comportamento indicou, pela primeira vez nos dois últimos meses, uma tendência consistente de queda dos casos oficialmente registrados. Ufa! Mas nada de relaxar, pessoal.

Trilhos
Com 1.365 km de extensão ferroviária, SC será um dos Estados beneficiados com a aprovação do Marco Legal das Ferrovias, em tramitação no Congresso Nacional. Para um de seus maiores apoiadores, o senador Dário Berger (MDB-SC), com isso se diminuirá a burocracia e se facilitará a entrada do capital privado, de forma que se torne mais viável a sonhada Ferrovia Oeste-Leste, ligando o setor da agroindústria, no Oeste catarinense, ao porto de Itajaí.

Respeitável
A Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência da República, com direito a divulgação na Agência Brasil, quer convencer que Bolsonaro adotou “atitude responsável” quando não usou máscara e provocou aglomerações nas férias recentes (a um custo de R$ 2,4 milhões) em São Francisco do Sul e Guarujá (SP).

Desmoralização
É quase que inacreditável a sequência de decisões emanadas na mais alta corte do país, que não faz outra coisa a não ser construir uma imagem de descrédito total a respeito de sua atuação. O recém nomeado ministro Kássio Marques, numa decisão monocrática, permitiu o funcionamento de cultos religiosos num período em que os óbitos por covid batem recordes e as unidades de saúde estão sobrecarregadas. Isso aconteceu pouco depois de uma outra decisão, jocosamente qualificada como “jardim de Éden”, favorecer um ex presidente e ex-presidiário, numa sessão em que um dos ministros quase chorou ao enaltecer o candidato à beatificação.

Contramão
O prefeito de Itajai, Volnei Morastoni (MDB), que já ofereceu ivermectina para mais de 110 mil pessoas, continua distribuindo o medicamento de forma ininterrupta, bem mais ágil que a vacinação.
Alertado pelo Tribunal de Contas, explica que quando o paciente é positivo para covid-19, a dose é dobrada por cinco dias e só após isso entram os antibióticos, se for o caso, tudo por decisão médica.

Exaltando o amor
Levantamento do Ecad mostra que das 14,5 milhões de músicas que tem cadastradas no Brasil, em mais de 12 mil há a palavra “amor” no título e em apenas em 94 aparece a expressão “ódio”. “Amor Proibido” é o título que mais se repete, 564 vezes. Depois vem “Nosso Amor”, com 481 registros, e “Amor bandido”, com 450.

A ponte, ainda
A Comissão Parlamentar de Inquérito que investigou as obras de restauração da ponte Hercílio Luz apontou indícios de crimes e atos de improbidade administrativa feitos por 26 pessoas físicas e jurídicas. Em votação, o relatório final, com 1.842 páginas, apresentado pelo deputado Bruno Souza (Novo) foi aprovado por unanimidade. Com base nele o Ministério Público de SC dará andamento às investigações e eventuais punições. A comemorar, por enquanto, o fim da famosa “indústria da ponte”, que fez alguns milionários nos 30 anos em que durou. Impunes até agora.

Você pode gostar